News

  • Exemplo 1

    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

    see more
  • Exemplo 2

    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

    see more
  • Exemplo 4

    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

    see more

    VIDEOS

    About

    Nebuchdnezzar Group, um projeto de jazz contemporâneo de quatro músicos portugueses: João Ferreira (piano e teclados), Hugo Santos (Contrabaixo), Cláudio Alves (guitarra) e Maximiliano Llanos (bateria), que existe desde 2014, todos com percursos diferentes em diversas áreas da música.
    Neste projeto o grupo encontra um dos caminhos mais relevantes para a expressão musical de cada um dos membros.
    O grupo conta com dois álbuns editados.
    O álbum “Nebuchadnezzar” (2015) foi gravado em Fevereiro de 2015 na Fábrica do Braço de Prata em Lisboa entre a meia-noite e as cinco da manhã devido ao intenso ruído proveniente do tráfego da Av. Marechal Gomes da Costa.
    “Nebuchadnezzar” é também um dos temas de um total de 6 faixas que compõem o primeiro álbum de originais, tema este que foi inspirado no filme “Matrix”, assim como “Monkeys” foi inspirado num documentário intitulado “Woman raised by the monkeys”.
    “A nossa música é muita coisa. Há uma liberdade enquanto grupo. Estamos dispostos a explorar os mais diversos timbres e texturas”.
    Os temas apresentados no segundo álbum, “Travellers” (2018), trazem uma sincera maturidade musical do grupo. Algumas características de estilos como o Drum n’ Bass e o Rock podem ser encontradas na interpretação dos temas, tornando o concerto num desabafo de influências. Em concerto o grupo continua a abordar vários elementos do Jazz como a improvisação e a composição harmónica, com uma vertente contemporânea no que diz respeito a formas métricas e ambiente musical.